"Sexta-feira Santa": uma data que não pode ser olvidada pela igreja

30/03/2015 15:18

    Tenho reparado que a igreja cristã brasileira tem ignorado - quase que unanimemente - as celebrações do culto da "Sexta-feira Santa". Um dos motivos, especulo, pode se dar pelo fato de que a mesma é muito valorizada pela religião romanista (ou mesmo o termo "Santa" utilizado àquele dia da semana). Mas, convenhamos, nem tudo o que fazem é fruto de superstição ou da mescla com o paganismo que a caracteriza. "Nem oito nem oitenta". Ele fazem bem em valorizar a data e, nisto, devemos imitá-los. Na próxima sexta-feira grande parte (penso que a maioria) das igrejas estará com suas portas fechadas, e isso não deveria acontecer. Somos muito incisivos ao comemorarmos o Natal de Jesus, mas devemos nos lembrar que a "Sexta-feira Santa" é mais importante, uma vez que, ainda que Jesus tivesse nascido (motivo de nossas celebrações do Natal), ele poderia ter sucumbido ao pecado e desistido de sua missão, mas nesta sexta-feira evocamos à memória à frase dita pelo Senhor naquela cruenta cruz: "Está consumado!". Por isso, mais importante creio ser a comemoração dos eventos ocorridos naquela sexta-feira e nesta semana celebrados, tendo por corolário o "Domingo da Ressurreição".

    Não deixe de estar presente no culto na próxima sexta-feira. Venha louvar a Jesus pela sua morte vicária, onde substituiu-nos naquela cruz para que herdássemos a vida eterna.

    Martinho Lutero Semblano

    (www.novavida.org.br/devocionais)

Para ver a agenda geral em tamanho maior, clique aqui

  

Nossa história através de nossos informativos

 

Agenda

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Baixe agora o nosso aplicativo