(Pastoral) Notícias sobre minha saúde e assuntos consequentes

03/03/2015 09:05

Amados irmãos,

Dia feliz, sob a preciosa graça de nosso amado Deus.

(1) "BOLETIM MÉDICO"

Escrevo-lhe para atualizar-lhes a respeito de minha saúde, especialmente aos membros da igreja da Tijuca os quais não os vejo há quase um mês, pois viajei com a excursão a Israel dia 8 de fevereiro e retornei já enfermo, no dia 23, estando acamado até hoje, dia 3 de março. Sinto a falta de estar convosco, mas sei que, em todo momento, fui coberto pelos irmãos em oração.

Mui gripado, ainda na França, pensei tratar-se da baixa temperatura somado ao esforço físico e ao desgaste mental que a condução de um grupo de quase 30 pessoas por 15 dias (resolução de problemas burocráticos relacionados às passagens, gabinetes, aulas, explicações, pessoas que se perdiam do grupo, horários a cumprir), além da sempre (para mim) custosa adaptação culinária, dada aos temperos tão diferentes. Chegando ao Rio na segunda-feira pela manhã, após meu banho senti meu corpo enfraquecido, um pouco trêmulo, e passei a administrar-me antigripais. Em que pese ter tido momentos de melhoras, sempre que a noite caia meu corpo voltava a fragilizar-se. Na quinta-feira o quadro piorou e não consegui mais comer, apenas tomar líquidos (ainda que congelados, como picolés de fruta).

A sexta-feira à noite foi difícil, pois Claudia também ficou muito enfraquecida e gripada. No sábado pela manhã, desconfiando da inoperância dos antigripais (de várias empresas) somada à debilidade de Claudia, decidimos ir ao médico. Após horas de exames, descobriu-se que não se tratava de um vírus, mas uma bactéria. Em outras palavras, eu nunca melhoraria com os antigripais. Após ser medicado contra a febre, entrei no antibiótico de imediato, pois minha imunidade estava muito baixa. Assim, tampouco pude participar dos cultos matutinos de ontem, como sempre o faço.

Na madrugada de sexta para sábado, foi a vez de Nathan. Com febre de 38.8, passamos (mais a Claudia que eu) a madrugada tratando dele.

Claudia, ainda que enfraquecida, foi aos cultos da manhã com Bruna e Priscilla, e eu fiquei com o Nathan.

Ontem, segunda-feira, foi o aniversário de Claudia e, ainda que debilitados, fomos almoçar em família com ela, perto de casa (a uma quadra), quando consegui voltar a comer algo (uma salada "César" - uma das raras que gosto). Voltei, mas nada mais comi. Entretanto, a febre de Nathan voltou e, outra novidade: Bruna ficou doente. A febre dela chegou a 38.7. Portanto, com exceção de Priscilla, a quem o bom Deus preservou sob sua bendita graça interveniente, os quatro estamos em recuperação da plena saúde que o Senhor já começou a nos renovar.

Quanto a mim, neste terceiro dia de antibióticos já sinto-me melhor. Nathan também acordou bem, e Bruna aparenta melhoras sobre o quadro de ontem.

Louvo ao bom Deus que, ainda que tendo um corpo corruptível e, por isso, frágil, preservou-nos de tais enfermidades no período de viagem, tanto a mim e Claudia como, também, às crianças, pela preocupação que isto nos traria. A ele sigo rogando com fé pela sua intervenção em nossa cura, seja direta (o que preferimos, naturalmente) ou mesmo indireta, através das medicações e do envio de bons médicos. Conto com a intercessão dos santos.



(2) "Seis sacos de arroz de 5 kg cada"

Para vos manter atualizados, ontem pesei-me e ultrapassei 32 quilos perdidos (apenas 2 kg devido a esta semana delimitadora) desde meu pré-cirúrgico, em dezembro...



(3) Produção, ainda que limitada, durante este período

Nos momentos em que estive melhor, tentei escreveu notícias no site (reproduzido no aplicativo, no Twitter e no FB) sob forma de "Devocional" (não era), mas não mais o fiz. Por outro lado, quando pude, produzi algo para o Reino. No caso, além de atualizar o site do Conselho de Nova Vida e responder alguns e-mails (que voltaram a acumular-se... que estresse!), criei um novo site para a Academia Evangélica de Letras do Brasil, o qual apresentarei na reunião da Diretoria do próximo dia 30 (não pude comparecer ontem pelos motivos por todos aqui sabidos).



(4) Voltando à rotina

Hoje (terça) precisarei voltar à rotina, dado ao fato de ser o início do semestre letivo da Wittenberg. Hoje conto com uma equipe de confiança e competência organizacional, mas, ainda assim, precisarei dar-lhes suporte. Os primeiros dias de aula são sempre os mais difíceis (inscrições acumuladas, atenção aos alunos e professores, ouvidoria à dúvidas e reclamações, não poucas vezes seminaristas "na carne" etc.). Será uma noite intensa, mas conto com a graça do Senhor. Vou tentar comparecer nos demais dias desta primeira semana de aulas, mas não ultrapassarei os meus limites.

Amanhã prevejo-me esgotado pela noite de hoje (dado ao meu estado frágil de saúde) mas tenho que dedicar minha manhã e tarde na resolução de situações da igreja. Não sei ainda como estarei ao final do dia. Com isso, é quase certo que ainda não tenha condições de estar apto a pregar à noite. Não quero abusar deste paulatino, porém necessário, retorno.

Com tudo isto, imaginem quando assuntos da igreja estão pendentes! Vou tratando-os aos poucos mas, a causa disto, precisarei realizar algumas reuniões no domingo pela manhã (ao que pedirei a um dos pastores para me cobrir no "Culto das 9", pois no "Culto das 11" receberemos como convidada a Pra. Antonieta Rosa, nas comemorações do Dia Internacional da Mulher). Músicos, preciso conversar com vocês às 8:30. Os líderes dos adolescentes, às 10:30. Outros líderes hei de chamar mais tarde, quando definirei os horários. Após o culto da manhã terei que dar atenção à pregadora convidada, e por isso não poderei fazer reuniões.

Diante disto, a reunião com os Líderes de Ministérios, programada para o dia 9, a transferi para a outra segunda-feira, dia 16 (já atualizei na agenda do aplicativo) e, assim, cancelei a que estava agendada para o dia 23. A estes líderes, a pauta será a "Páscoa". Peço que levem suas ideias prontas, para compartilhar com os demais ministérios a fim de montarmos uma programação conjunta respeitando o horário do culto ("Padrão Nova Vida").



(5) Aplicativo como central de minhas mensagens com vocês

Já temos quase 200 pessoas que baixaram o aplicativo da Igreja ("Nova Vida Tijuca"). Com isso, é um dos meios mais efetivos de me comunicar com vocês, pois envio apenas uma mensagem e todos recebem uma notificação na tela da mesma. É o que está acontecendo neste momento, ainda que eu também esteja enviando esta mensagem a alguns e-mails (baixem o aplicativo para otimizarmos esta comunicação, por favor). Se não souberem como fazê-lo, peçam ajuda que alguém saberá fazê-lo.


Agradeço-lhes por tudo, e continuo a rogar-lhes por vossas orações.

Antecipo-lhes o pedido de desculpa pela demora na resposta a vários e-mails.

Reencontrarei a maioria de vós neste domingo.

Sob a graça renovadora e bendita de nosso Deus,

Orando por vós.


Pr. Martinho Lutero Semblano
 

Para ver a agenda geral em tamanho maior, clique aqui

  

Nossa história através de nossos informativos

 

Agenda

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Baixe agora o nosso aplicativo