(Devocional) Homem Interior x Homem Exterior

06/02/2015 08:44

“Porque, no tocante ao homem interior (ἔσω ), tenho prazer na lei de Deus” (Rm 7.22).

“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior (ἔξω) se corrompa, contudo, o nosso homem interior (ἔσω) se renova de dia em dia” (2Co 4.16).


A bíblia divide o homem entre seu HOMEM EXTERIOR (ἔξω, ecso, “de fora”, “exterior” , “estrangeiro” ) e seu HOMEM INTERIOR (ἔσω, esso, “de dentro”, “interior”). Deus habita no homem interior (em nosso espírito). Em volta deste nosso homem interior se encontra o nosso homem exterior, sede de nossa natureza original (sentimentos, emoções e desejos naturais) e caída. O problema de muitos servos de Deus é que o homem interior não consegue espaço para sair de dentro do homem exterior, que o bloqueia. Por isso, o principal obstáculo do servo de Deus não é o diabo, mas ele próprio.

Nossa eficácia como cristãos depende de quanto o nosso homem exterior seja quebrantado. Por isso, é tão importante que entendamos quem nós somos – dentre os três entes que integram a homem – para que possamos, através do quebrantamento, alcançar o estágio que Deus espera de nós, como homens verdadeiramente espirituais.

É Deus quem promove o quebrantamento do homem interior para que o seu espírito seja livre. Sua importância é tamanha que, uma vez que a única obra que Deus aprova é a realizada pelo espírito, este somente pode ter liberdade em agir se o homem exterior for quebrantado.

Todo servo de Deus descobre que o maior obstáculo para o seu trabalho não é o diabo, mas ele mesmo, ao perceber que seu homem interior não anda na mesma direção que seu homem exterior, quando este não se sujeita ao governo do espírito.

“Andai no Espírito e jamais satisfareis a concupiscência (ἐπιθυμίαν) da carne” (Gl 5.16).

Ainda que muitos servos de Deus sejam talentosos e tenham o chamado divino para trabalhar em sua seara, o homem exterior o incapacita de andar “no espírito” e, por isso, o mantém inapto pois, sem haver quebrantamento, o homem exterior continuará reinando e não adiantarão o seu entusiasmo, o seu zelo nem o apoio que ele venha ter.  O único caminho para o serviço é o quebrantamento.

Vale observar qie o termo grego traduzido acima por "concupiscência" é ἐπιθυμίαν (epithymían), que resulta da junção das palavras ἐπί (epí), “em”, e θυμός (thymós), que significa tanto “paixão” como “respiração intensa/emocional”. A concupiscência - que nos conduz ao pecado - é, de fato, intensa, e devemos combatê-la com o quebrantamento da mesma.

Amanhã continuamos a falar sobre isso.

Tenha um dia de ricas bênçãos.

Lutero

(www.novavida.org.br/devocionais)

Para ver a agenda geral em tamanho maior, clique aqui

  

Nossa história através de nossos informativos

 

Agenda

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Baixe agora o nosso aplicativo